Please reload

Artigos Recentes

Amizades na vida dos expatriados

29/10/2019

1/6
Please reload

Artigos em Destaque

Tenho um colega parasita. E agora? - Coaching Executivo

22/06/2015

 

 

Acabei de fazer “uma limpa” no meu jardim, removendo várias lagartas que estavam se esbaldando – sem autorização – do meu manjericão e da minha hortelã. Parasitas. 

 

Os dicionários têm definições que se assemelham. Parasita é “aquele que come ou vive à custa alheia”, ou “aquele que sobrevive através de outro ser vivo, prejudicando o mesmo de alguma forma”. A Wikipedia fala que “parasitas são organismos que vivem em associação com outros dos quais retiram os meios para a sua sobrevivência, normalmente prejudicando o organismo hospedeiro.” Eu gosto desta definição particularmente por causa da palavra “associação”. 

 

Você já viveu alguma situação profissional com um parasita? Eu já. Estava no meu primeiro emprego, feliz da vida, e dando um duro danado. Uma colega com a qual eu dividia várias atividades, por duas vezes se aproveitou das minhas ideias e as apresentou como suas. Na primeira vez foi difícil acreditar que ela tinha feito de propósito. “Por quê?”, eu me perguntava. “Trabalhamos juntas, em uma empresa tão boa, ela não precisa fazer isso!”. E eu deixei passar, quase achando que podia ter sido eu mesma que estava sendo rígida demais. E daí veio a segunda vez e, finalmente, eu falei com ela, mostrando que não apenas não aceitava o comportamento antiético, como também dali pra frente não teria mais cumplicidade ou troca de gentilezas. Ela ainda tentou se desculpar e se redimir, mas eu fui tão firme em minha posição, que finalmente se afastou. Hoje, sei que ela continua na mesma empresa, não cresceu muito na carreira. E espero que não tenha continuado a ser a parasita de outras pessoas.

 

Foi ótimo que isso tenha ocorrido logo no início da minha carreira. Como diz a definição, o parasita precisa fazer uma associação com alguém para cumprir seu papel. Ou seja, existe uma relação de reciprocidade. Um abusa e o outro se deixa abusar. Um invade e o outro se deixa invadir. Como combater parasitas?

 

. Saber se posicionar: conversas respeitosas e objetivas mostram ao parasita que você notou o que aconteceu, não aprova o comportamento e não pretende permanecer naquela situação.

 

. Agir: proteger-se de possíveis futuros ataques, analisando qual tipo de relacionamento pode/deve ter com a pessoa, sem prejudicar os interesses da empresa e sem se prejudicar.

 

. Ser respeitoso: a pessoa não foi respeitosa com você, mas você não depende dela pra ser respeitoso com todos, inclusive com ela, certo? Então, nada de fofocas, de falar mal dela pros outros, espalhar o que aconteceu. 

 

. Questionar-se: Por que isso aconteceu com você? O que você precisa aprender? Posicionar-se melhor? Comunicar-se melhor? Saber em quem confiar?

 

Analise qual o seu papel nessa relação e quais comportamentos VOCÊ precisa mudar. Existem muitos remédios contra parasitas, e certamente você saberá qual o melhor para você.

 

 

 

Stela Klein

 

 

 

Please reload

Procure por Tags